Foi o que deu, quando misturei meus enfeites e feitiços.
Coisas de Isa,
que quer deixar a vida mais bela!



Que importa restarem cinzas se a chama foi bela e alta ?
Mário Quintana

Hoje me despeço de alguém que para mim foi uma verdadeira fogueira.
Suas chamas ofereceram luz, calor, conforto, e muita força.

Vai fazer muita falta. Esse vazio continuará conosco.
Foi embora tão cedo... Lutou tanto para ficar.

Mais que amiga foi um exemplo. Eu tinha tanta admiração por seu entusiasmo pela vida. Sempre procurando aprender, conhecer, conquistar as novidades. Sempre bem humorada, otimista, divertida.

Dividíamos muitas paixões: boas e longas conversas, teatro, filmes, livros, café e pão de queijo.

Ela chegou tão longe. Pretendo seguir seus passos. Dedicada, atenciosa, vaidosa e refinada. Cuidava da família e de si própria com esmero.

Nós pensavámos que sua estória seria muito mais longa. Esse súbito desfecho nos pegou despreparados. Ficamos com a sensação de ter lido o livro pela metade.



Mas a peça terminou. O palco está vazio, o pano está fechado. O teatro porém, guardará sempre os aplausos que lhe dedicamos. Tenho certeza que cumpriu perfeitamente seu papel. Agora segue para brilhar em outra produção.



"Saudade, sim; tristeza, não."
Boa viagem, tia. A gente se vê em breve !

2 comentários:

Alice disse...

Obrigada pelo comentário amore! Fico feliz que tenha gostado das guitarras.
Beijos!!!
Alice.

Fernanda Reali disse...

Que pena que ela foi tão rápido! Muito triste, puxa vida, sem palavras. A gente aqui, tão feliz, e vocês aí com essa tristeza. Manda um beijo especial para a tua mãe.
Bjs